BRUNO FABRÍCIO

Sabe aquela pessoa que memoriza facilmente o nome de uma infinidade de artistas nacionais e internacionais? Este é caso do Bruno Baroni, aluno de canto. Numa de suas aulas mais recentes, ele viu na estante de livros do prof.Natanael Pedro, o nome do famoso maestro erudito dos EUA, Leonard Bergstain. Ah, prá que! Ele começou a listar vários outros maestros e regentes, surpreendendo até o seu próprio professor, tal a vivacidade da sua cognição. Ele está Prestes a iniciar também o Curso de Violão Popular, e assim alinhar um pouco mais o barítono que já vem esboçando nas audições mais recentes. Não surpreende portanto, que ele integre o Cemus Coral. Com o seu barítono, ele cantou Luar do Sertão (Catulo da Paixão Cearense), Faz Um Milagre em Mim (Régis Danese) e Will You Be There (Michael Jackson), que encerrou com chave de ouro o espetáculo.

Algumas canções persistem na memória popular. É este o caso de Naquela Mesa de Sérgio Bitencourt, um compositor que, abalado com a morte do pai, registrou em versos a sua memória dos melhores momentos de seu progenitor, herói e inspirador. Bruno, um aficionado do clássico nacional e ciente deste imaginário inconsciente, inebriou o ambiente em nossa mais recente Audinter de Outono, com mais esta linda canção.